Os Mais Lidos de Julho e a Zona de Conforto

7 de agosto de 2016

Preto e branco tipo Deep Web.
Comentários que não tenham nada a ver com o post serão deletados e o dono leva block #pas

What's up people, primeiramente quero que não percebam que estou liberando essa postagem no dia 7 de agosto, ok? Tive uns contratempinhos com antigo layout do Disse o Corvo e sem brincadeira, montei 3 fodendo lays e todos acabavam bugando em alguma coisinha, desde os plugins até as fontes. Mas isso serviu para eu aprender a não editar as coisas com pressa. Sabe o ditado: a pressa é inimiga da perfeição? Pois é, na minha cabeça era só fazer uma base suave para ir ajeitando ao decorrer da semana e só. Enganei-me redondamente porque quando se mexe no código errado, o resultado é cagada fatal. 
Conselho do dia: não façam nada as pressas e sem vontade senão vai ficar horrível. Mas vamos ao que interessa que são os favoritos do mês que me arrependo de não ter feito isso antes. É legal esse lance, não sei para vocês mas acho divertido mostrar o que fiquei clicando quando não estava pendurada no celular ou em algum filme de horror de segunda mão, he he he. Antes que eu me esqueça, passei o mês devorando filmes e finalizei um livro então aguardem resenhas caóticas típicas de uma corva doida paranoica que só come besteira, belê? Bora lá.

OS MAIS LIDOS


  • Racismo me enoja e esse é o depoimento de um estudante de medicina africano UFRJ sobre o racismo no Brasil. ()
  • Esse post diz exatamente o que senti assistindo Procurando Dory numa sessão lotada de crianças que enquanto riam, eu chorava de amor. ()
  • Nos anos 60/70, uma fotografa registrou tudo o que a sociedade achava anormal ou estranho. ()
  • A medicina do passado em 25 fotos que te farão agradecer por existir uma UBS perto de casa. ()
  • Texto sobre como destruímos nossa vida sem perceber. ()
  • 21 fotos da Irlanda que comprovam que o país saiu de um conto de fadas. ()
  • Receitinha mega chocolatuda de torta de limão. ()
  • Quatro jeitinhos de fazer brigadeiro, tem até brigadeiro de churros. ()
  • DIY de colar de morceguíneo trevoso no blog Blonde Chaos. ()
  • Conto — Tornando-se um deles — do pirigótico de amor blog Girl Reckless. ()
  • Um GPS posto na coleira de um gatíneo mostra o rolê que ele faz pelo bairro durante o dia. ()
  • Gatíneos neutralizam as Energias Negativas. ()
  • Especulação: Por que Rey derrotou Kylo Ren?  ()
  • 23 filmes de terror estrangeiros que não receberam o amor devido. ()
  • E se Stephen King fosse realmente o autor de Stranger Things?  ()
  • 12 títulos para assistir no Netflix depois de Stranger Things. ()
  • 11 razões pelas quais seu notebook é o grande amor da sua vida. ()
  • Pac de memes para usar com a gringaiada nessas Olimpíadas. ()

ETC E TAL...


Para não dizer que sou uma fã muito desligada, fiquei focada nos lançamentos bafônicos das minhas bandinhas lindas que ficam enrolando para mandar material novo mas confesso que valeu a pena esperar pacientemente a enrolação deles porque, acreditem ou não, o Epica já está de album novo e o nome será The Holographic Principle. Surtei? Só um pouquinho. Mentira, surtei e muito. Ainda não tem video mas lançaram um lyrics da música UNIVERSAL DEATH SQUAD e só posso dizer que quero mais. Mas pergunto a vocês... Será que vai superar o The Quantum Enigma? O jeito é aguardar mais material do trampo novo da blogayra mais simpática Simone Simons. Bota os fones das zorelhas e bora curtir a song nova.


Quem também deu as caras com novidade foi o Lacuna Coil que trouxe o vídeo oficial da song Delirium no qual irei mostrar para vocês em alguma postagem de gordice. Dope, Korn e Motionless in White também deram suas caras com coisa nova e também irei mostrar outro dia mas quem quiser ver o material de antemão é só jogar no youtube e caçar as novidades. Falando em Motionless in White, eu prometi a mim mesma que não iria trair o movimento Death amorzinho Metal escutando bandinhas estilo screamo mas acabou que eu viciando em Motionless novamente e tive que colocar esses mocinhos pra tocar no repeat o mês inteiro. Daí caí num vídeo dessa New Years Day onde tem uma guria cantando com Chris Motionless aka Chris Cerulli e meu, tô morta de amor por esse clipe. Então escutam essa song por motivos de: Chris cantando e dando uns pega na moça de cabelo meia lua.


Como estou sempre caçando curtas na internet da vida, — bem como o curta de Os Fanstáticos Livros Voadores do sr. Morris Lessmore — meia hora vamos ver acabo me deparando com algumas coisinhas tão fofinhas que fico me corroendo de vontade de colocar aqui no blog porém, essa minha mania de manter tudo organizado acaba me dando um freio na hora de liberá-los mas quero mostrar para vocês algo divertido, ao menos para mim. O curta da vez é "A DAMA E A MORTE", que é uma animação cujo assunto é uma senhorinha que aguarda a hora do falecimento para tomar o rumo de sua alma porém o que acontece é que um médico famoso, por pura vaidade, acaba que por trazê-la a vida e a Morte, óbvio, tendo que buscá-la diversas vezes. É mortavelmente divertido. Dá um play.


Mas vamos falar sério agora, recentemente enquanto stalkeava meus amigos no site facebook, me deparei com um comentário de uma pessoa que admiro muito, o Marlom Lustosa, mais conhecido como crush, que me deixou bastante impressionada. São poucas palavras mas mesmo assim me marcaram porque envolve um assunto que muita gente prefere ignorar: a pressão da sociedade em formar uma vida completa e bem sucedida antes dos 20. Pelas palavras do crush Marlom nesse post do facebook:

Compartilhando outra vez para lembrar a todos que: vocês não precisam decidir a vida inteira de vocês aos 20 anos. Sempre haverá tempo para mudar, se preocupem apenas em sobreviver ao sistema e se descubram. Quem fica pressionando vocês, quem fica exigindo que vocês decidam o futuro de vocês não é quem vai viver ele por vocês, então não deixem que essas pessoas afetem tanto seu emocional e sua saúde mental, muitas vezes nem mesmo eles fazem o que gostam por não terem descoberto algo que gostavam.

O pessoal que me acompanha fora do blog sabe que estou constantemente em conflito comigo mesma, é um fato e juro para vocês que estou melhorar esse lado mas acaba juntando a paranoia com auto estima baixa então só resulta em reclamações. Não sei na casa de vocês mas aqui é uma luta diária por tentarem me obrigar a ser perfeita e como sou a irmã mais velha acabo tendo que carregar a "obrigação" de dar exemplo, ser independente, economicamente estabilizada, feliz e segura... Quando na verdade não tenho que ser nada disso. Na verdade, eu só queria largar tudo, todas as responsabilidades e deveres, todos os "você não pode" e "você pode", todos os "mas menina não faz isso" e ficar o dia inteiro debaixo das cobertas, assistindo algum filme gore ruim.
Queria esquecer por um dia que sou mulher, esquecer que tenho medo em sair na rua, esquecer que de todos os meus amigos que possuem empresa e família, sou a única que continua na casa dos meus pais enfrentando a falta de vagas nas empresas para uma pessoa "baixinha e gorda" — sim, passei por cada entrevista horrível porque não querem pessoas "feias" no atendimento da loja —, esquecer que estou devendo isso para o sistema de trabalhar até morrer para dar a grana toda para eles e poder correr de patins na rua até pegar uma tosse por causa do sereno.
Não quero ficar falando do que quero e sim de que, assim como disse o Marlom acima: VOCÊS NÃO PRECISAM DECIDIR A VIDA INTEIRA AOS 20 ANOS. Como na imagem compartilhada por ele, sua saúde mental importa mais que suas notas sim. Nós, acadêmicos de diversas áreas da faculdade, lotados de trabalhos e provas para entregar, exaustos da alta carga horária para obter um empenho máximo nos estudos porque nosso Governo nos deixa a Deus dará, sem dar suporte para a educação, irritados por abandonar a vida social, esgotados por ter que trabalhar em algum turno antes das aulas ou por não ter tempo de colocar a série favorita em cima, sabemos muito bem que a sociedade nos olha com aquele severo olhar de julgamentos, como se toda vez que nos vissem carregando tubos nas costas com plantas desenhadas, livros gigantescos de Vade Mecum, computador pessoal na mochila para poder fazer alguma programação na própria máquina mesmo tendo que dividir o peso com outros materiais e cadernos volumosos, e nos dissessem: "Não fez mais que sua obrigação em estudar, bando de vagabundos". Ou então: "Se não estivessem estudando estariam à toa na vida". Ou pior: "Passa o dia inteiro estudando e não faz nada da vida". Como se o fato de ter que carregar uma cabeça pesada de coisas que tem que cumprir enquanto vivo não fosse o suficiente. Ninguém nos preparou para o mundo afora. Nossos pais fizeram o que puderam mas sair pelas ruas de São Paulo, pelas ruas de qualquer estado do Brasil, aos 20 anos e carregando nas costas o fardo de ser um cidadão politicamente correto, é realidade demais para manter uma cabeça sã e saudável. Parabéns aos que conseguem porque eu, Priscila Sawa, entrego meus pontos. Depois de me formar em duas faculdades, ter uma profissão e aprender outra língua, digo que minha cota de paciência acabou.

                                                               film elvira elvira mistress of the dark first gif set ever so go easy on me
Elvira is my animal spirit.

Não que eu tenha ligado o foda-se porque não cheguei a esse limite mas depois de uma síndrome do pânico seguida de depressão, problemas alimentares, falta de auto estima e fracassos desde criança eu digo que estou esgotada. Tenho meus projetos? Sim, bem como muitos sonhos e devaneios, tenho uma lista imensa de muitas coisas que quero fazer mas não antes dos 20 até porque já tenho 22 anos e não estou nem um pouco apressada para realizá-los as pressas. Sabe, eu gosto da minha zona de conforto, gosto de ficar o dia inteiro lendo ou assistindo. Gosto de ficar escrevendo textos mesmo sabendo que não irei terminá-los. Gosto de sentir o frio dentro de casa e o calor lá no quintal. Eu gosto... Eu gosto é de me sentir bem comigo mesma. Já sou caótica e confusa demais para não me sentir satisfeita com a vida pacata que levo depois ver meus parentes me reprovarem com seus olhares carregados de esteriótipos e julgamentos por eu não ter seguido seus passos de ficar louca e doente mentalmente antes dos meus pouquíssimos 20 anos. E vocês também não deveriam. Vocês podem fazer tudo o que quiser, TUDO! Querem trabalhar? Trabalhem. Querem estudar? Estudem. Querem cantar? Cantem. Querem dançar? Dancem. Querem desenhar? Desenhem. Querem sonhar? Sonhem. Só não perca sua paz fazendo as coisas por obrigação de ser um ex adolescente que está ingressando no mundo adulto agora. Ok?

Bom, é isso xentche linda. E vocês, o que leram no mês que se passou? Cá entre nós, fiz tanto brigadeiro do vídeo que indiquei nos tópicos que até enjoei. Mentira, ninguém enjoa de brigadeiro. ♥ Mas sério, deixem aí nos comentários do Disse o Corvo indicações de blogs novos e o assunto dele para que eu possa conhecer, me lotem de links. Um beijo e um queijo. ♥

16 comentários:

  1. Me identifiquei muito com você, quando falou os fatos que todos esperam da filha mais velha, já vivi nessa neura. E no auge dos meus 36 anos, posso afirmar para você que tudo não se resolve de uma hora para outra, é uma luta eterna com nós mesmos. O importante é que tudo o que acontecer daqui para frente se der certo é bênção, se não der é lição. Já tive depressão, síndrome do pânico e distúrbios alimentares e graças a Deus superei e vou superar os outros problemas que surgirem. Assim também será com você! Força!

    ResponderExcluir
  2. Priscila gostei do seu conselho do dia que sirva para todos nós, não fazer nada a pressa se não dá tudo errado essa é uma verdade. Priscila lendo o seu texto com certeza tem pessoas que se identificaram com você, conheço algumas aqui na minha relação de amigos, pessoas que querem obrigar a pessoa ser toda perfeita. Colocar tudo nas suas costas só porque você é a mais velha, muitos querem mudar a vida de outra pessoa, só quem pode mudar a pessoa é Deus e a própria pessoa. Pri não deixe as pessoas querer mudar você seja vc mesma, e nunca desamine, as pessoas gostam de botar muita pressão até a pessoa explodir, mas continue como vc é, como vc disse não perca a sua paz fazendo as coisas por obrigação bjs.

    ResponderExcluir
  3. Ótimo texto, bom para a reflexão, mantenha a calma, não se desespere. Refletimos sobre a proficiência de alunos de diferentes classes sociais, não fazemos nada para combater o racismo, mas o Brasil existe o racismo de vários fatores,não é só na cor da pele. Me incomoda muito o racismo no Mundo.Bjss.

    ResponderExcluir
  4. Olha, eu já me importei muito com o que as pessoas irão falar e tal, mas agora tbm eu quero que se explodam, de verdade. Ninguém decide nada de uma hora para a outra. Tenho 27 e já me arrebentei muito por fazer só o que os outros querem, não segui meu coração, minhas vontades, agora com quase 28, estou aqui fazendo o que eu gosto e deixando os outros falaram, afinal, vao falar de qualquer jeito mesmo. Um beijo enorme <3

    ResponderExcluir
  5. Muito bacana sua posição. Sou filha mais velha e sei o que é sofre pressão em casa, ter sempre o exemplo. Isso me irritava muito. E ter que decidir a vida aos 20 anos.... hoje eu tenho 30 e ainda não decidi nada... kkkkkkkk A melhor coisa é ficar relaxar e vc decidir o que é melhor pra vc!

    ResponderExcluir
  6. Olá!
    Acho que nunca tinha me identificado tanto com alguém como com você... Esse negócio de viver pra tentar agradar as pessoas, fazer só aquilo que pode e/ou não pode... Eu não acho que vou ser capaz de decidir a vida aos 20, então é viver! A cada dia aprendendo algo novo... E sobre o layout: já cai nessa de fazer rapidinho e não deu certo hahah
    Obs: vou assistir Black Sails só por causa da sua indicação ali embaixo hahaha

    Beijos, Lorena

    ResponderExcluir
  7. É complicado lidar com pessoas e lidar com as opiniões das pessoas.. tento não me perder ao ponto de ser algo que não sou. Gostei da sua analogia e compreensão das coisas. Sucesso!!

    ResponderExcluir
  8. Não me senti mais parecida porque era impossível na parte de assistindo procurando Dory hahaha.
    Eu estou muito apaixonada pelo seu blog e pelas suas publicações. Sempre sendo sincera no ponto de vista é acertando em cheio!
    Hoje não vivo mais pra agradar quem não merece!
    Beijinhos e sucesso!

    www.segredosdajuhcosta.com

    ResponderExcluir
  9. Para começar, entro aqui e dou logo de caras com os fofinhos dos Teletubbies, que me deixaram recordações inesquecíveis, por conta da minha filhota mais nova. Ela adorava-os. Lembro-me que houve uma época em que passavam tão cedo, mas tão cedo na tv, que ela mesmo levantando-se às 7h da manhã para entrar às 8h na escola, já não os conseguia ver. Então, começou a acordar ainda mais cedo e ficava sempre tão desiludida por já não ir a tempo. Acho que davam por volta das 6h da manhã (que crianças iam estar acordadas a essa hora, senhores?!!), mas eu tinha pena de a acordar tão cedo. Aliás, ela era a primeira a acordar e todos os dias eu a ia encontrar no sofá, com uma carinha desiludida por ter falhado de novo.
    Ao ler o teu desabafo, achei tal semelhança com essa minha filha...Tb tem 22 anos e sempre em luta constante com ela mesma. Muita coisa em comum, acredita...Mas aqui ninguém a pressiona, a não ser ela mesma. Espero sinceramente que um dia se encontrem e se sintam mais leves e de bem com a vida. É esse o caminho para a felicidade! ;)

    Beijos no teu coração
    Rosa

    ResponderExcluir
  10. Meu Deus eu adorei esse clipe do New Years Day! Sério, que música boa ♡ e olha que eu nem escuto muito o estilo, mas esse clipe é bem sombrio, gostei! O curta é bem divertido hahaha o médico trazendo a mulher de volta e a morte levando ela haha coitada!


    Eu gostei muito do seu texto. De fato as pessoas querem sempre cobrar muito de nós, eu tenho 18 e ja estou prestes a começar a faculdade e ao mesmo tempo correndo atrás de emprego, o que é bem cansativo. Mas decidi que vou dar um tempo e continuar somente com meus estudos, até porque faço curso tmb. Temos que seguir nosso próprio ritmo, sem pressa. Muito obrigada pelo texto, fui capaz de me identificar ♡ espero que encontre sua paz fazendo o que gosta ^^


    Beijos

    ResponderExcluir
  11. Fazer um layout tem sempre alguns trabalhinhos a mais, eu sei o básico e sempre que descido mudar o meu, durante o processo sempre me dar dor de cabeça pois eu sempre quero fazer tudo as presas e alguma coisa errada sai. Voltando, tem alguns dos mais lidos que eu já quero ler e gostei muito das músicas, diferente das que eu costumo ouvir mais é sempre bom conhecer coisas novas. Concordo com você, também sou a mais velha e tem sempre a quela pressão de que eu tenho que fazer tudo certo, meio tenso mais também eu tento não ligar.

    http://fabiisanto.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  12. Oi Priscila, tudo bem?

    O layout é sempre uma pate difícil do blog, sei bem isso. Estou querendo mudar o meu, mas falta exatamente tempo e não quero fazer algo nas pressas que acabará ficando ruim posteriormente. Eu adorei que você mostrou a lista de Mais lidos, é smepre bom saber o que esteve em alta no próprio blog.
    Eu não conhecia os artistas que você mostrou, mas fui ver as músicas e gostei bastante do estilo. Quanto aos problemas com auto-estima baixa e um pouco do bate papo sobre a vida, me identifiquei bastante. A cada dia percebo que temos muitas coisas em comum e isto é muito bacana. Estou tentabdo ligar o foda-se para algumas pessoas e situações, mas para mim ainda é bem difícil. Adorei o post!

    Beijos!

    ResponderExcluir
  13. Pri, primeiramente amei os posts mais lidos e as musicas, tudo muito a sua cara kk mas o que prendeu mesmo no post foi o comentário do seu Crush, esse dias mesmo estava conversando com minha irmã que tem 16 anos e já está na pressão por saber o que fazer da vida e qual faculdade fazer, e tudo pressiona ela e até eu, nos meus 23 anos ainda me sinto pressionada, mesmo formada e trabalhando parece que minha vida deveria estar mais evoluida do que é, parece que eu já devia ser bem sucedida, rica e famosa, kkk é uma droga isso. Já me cobrei muito mais, mas hoje em dia eu vejo que tudo tem seu tempo, a hora de todos chegam...

    MEMÓRIAS DE UMA LEITORA

    ResponderExcluir
  14. Oi Pri!
    Olha, o seu blog me faz lembrar os primórdios do blog! Sim, sou blogueira desde 2000 e me lebro que os blogs antes eram textos e a pessoa contava muito da vida dela, desabafava e os leitores se identificavam e colocavam suas opiniões empáticas !
    Vc escreve muito bem, eu queria te motivar a escrever um livro se essa for a sua vontade!
    Pri, realmente, tudo o que é feito as pressas e sem vontade , com certeza não vamos colher coisas boas.Já diz o ditado que colhemos o que plantamos.Tá na Bíblia isso tbm!

    Quanto a questão do desabafo, me identifico muito e olha que já tenho 35 anos.A sociedade cobra demais "vc deveria", "vc não acha que", "faça assim""faça assado" Afffff!
    Eu acredito que devemos fazer o que nos faz feliz em nosso tempo. Não devemos ser o que as pessoas querem ou fazer o que elas querem. A sociedade só nos cobra.Nunca pergunta: o que vc quer?
    Bjos Pri! Continue sendo autêntica assim!

    ResponderExcluir
  15. Oi gosto muito desse tipo de post, sempre tiro ótimas dicas para mim, e nesse aqui não foi diferente, obrigado por indicar o texto 12 títulos para assistir no Netflix depois de Stranger Things, eu estava mesmo precisando de novas indicações. E amei a parte mais pessoal, onde você fala sobre problemas reais, super concordo com essa frase ''VOCÊS NÃO PRECISAM DECIDIR A VIDA INTEIRA AOS 20 ANOS''
    Abraços e mais uma vez, obrigado ♥

    ResponderExcluir
  16. Adorei o post! Claramente "A medicina do passado em 25 fotos que te farão agradecer por existir uma UBS perto de casa." é o post mais assustador de todos os tempos, rs. Vou correndo ler o post da Irlanda que você indicou! Beijinhos

    ResponderExcluir

1. Espalhe amor, e não ofenda.
2. Diga ao Stitch, do Mushroomhead, que a boca dele está muito longe da minha.
3. Leia o post todo antes de comentar, não desvalorize o trabalho de quem criou.
4. Deixe seu bróguinho para eu visitar.
5. Assistam Black Sails, irão se apaixonar. ♥